Busca
Campanha Salarial

FEM defende manutenção da cláusula para trabalhadores em vias de aposentadoria

Na semana passada, a FEM/CUT se reuniu a bancada patronal do Grupo 3 e com representantes do Sindratar, Sicetel e Siescomet. Em todas as reuniões os patrões pressionaram para a retirada de direitos  

Imprensa Sindicato dos Metalúrgicos do ABC
Adonis Guerra/Imprensa Sindicato do ABC
Reunião com o Grupo 3, de autopeças, forjarias e parafusos, aconteceu quinta-feira, dia 16

Reunião com o Grupo 3, de autopeças, forjarias e parafusos, aconteceu quinta-feira, dia 16

A Federação Estadual dos Metalúrgicos da CUT, a FEM-CUT, se reuniu na última quinta-feira, 16, com a bancada patronal do Grupo 3 e na sexta-feira, 17, com os representantes do Sindratar, Sicetel e Siescomet.

Em todas as reuniões os patrões pressionaram para a retirada de direitos. Com o G3, o debate principal foi em torno da manutenção da cláusula que dá garantias aos trabalhadores em vias de aposentadoria, que o grupo insiste em tirar.

O presidente da Federação, Luiz Carlos da Silva Dias, o Luizão, lembrou que esta cláusula foi inserida na Convenção Coletiva da categoria quando havia apenas a aposentadoria por tempo de contribuição e defendeu sua manutenção. “Continuaremos a debater o tema até que seja assegurado ao trabalhador o seu direito. Não podemos admitir que as empresas demitam trabalhadores faltando pouco tempo para se aposentar”.

Após os encontros com as bancadas do Sindratar, Sicetel e Siescomet, o presidente destacou: “Nossa tarefa é garantir a assinatura de Convenção com todos os direitos. Avaliamos nossa CCT, retiramos diversas cláusulas que já foram superadas pela lei e estamos adaptando as cláusulas para as necessidades atuais dos metalúrgicos”.

tags
Aposentadoria CCT Cláusula coletiva convenção cut direito estabilidade fem luizão sindicato social trabalho
VEJA
TAMBÉM