Busca
Maracatu

Baque Mulher comemora os 10 anos com Encontro Nacional em Sorocaba

Em Sorocaba, os ensaios ocorrem semanalmente nas quintas-feiras e quinzenalmente nos domingos, e contam com aproximadamente 20 mulheres

Imprensa SMetal
Foguinho/Imprensa SMetal
No SMetal Sorocaba, as batuqueiras se hospedaram, realizaram oficinas e ensaios

No SMetal Sorocaba, as batuqueiras se hospedaram, realizaram oficinas e ensaios

Ao som do maracatu, Sorocaba foi sede do 3º Encontro Nacional do Baque Mulher no último fim de semana, com atividades no Sesc Sorocaba e no Sindicato dos Metalúrgicos (SMetal).

Pelo Brasil afora são mais de 300 mulheres que, com dança e batuque, conquistam espaços abordando o empoderamento feminino. O encontro, que marcou os 10 anos de Fundação do Baque Mulher, encerrou no domingo, dia 2, com apresentação gratuita das batuqueiras no Sesc.

O apito da Mestre Joana dita o ritmo. As caixas, agbê, timbaus, bombos e gonguês são os instrumentos das mulheres de todas as idades, crenças religiosas. “Basta querer e ser mulher pra entrar pro movimento”, diz Tenily Guian, que é a yebá – a guardiã do axé, do orixá, uma das fundadoras do Baque Mulher.

Em Sorocaba, os ensaios ocorrem semanalmente nas quintas-feiras e quinzenalmente nos domingos, e contam com aproximadamente 20 mulheres. Mas, como é um grupo aberto, as participações são dinâmicas.

Às quintas, o encontro é no barracão do Momunes, na Rua Orestes Ângelo Colo, nº 62, Jardim São Marcos, às 19h30. Nos domingos, o ensaio acontece na praça Frei Baraúna, às 16h.

tags
baque batuque empoderamento Feminismo maracatu mulher música sesc sindicato Sorocaba
VEJA
TAMBÉM